Imprensa


Notícias

RSS
17/01/2013
Em: Press Releases

 ​Embraer Defesa e Segurança modernizará aeronaves de vigilância da Força Aérea Brasileira

   

 



São Paulo, 17 de janeiro de 2013 – A Embraer Defesa e Segurança e a Força Aérea Brasileira (FAB) assinaram um contrato para modernização de cinco aeronaves EMB 145 AEW&C, de Alerta Aéreo Antecipado e Controle, designadas E-99 na FAB. O contrato, avaliado em aproximadamente R$ 430 milhões, prevê a atualização dos sistemas de guerra eletrônica, sistemas de comando e controle, sistemas de contramedidas eletrônicas e do radar de vigilância aérea. A Atech, empresa coligada da Embraer Defesa e Segurança, participa do projeto no desenvolvimento de parte do sistema de comando e controle. Também foram adquiridas seis estações de planejamento e análise de missão, que serão empregadas no treinamento e aperfeiçoamento das tripulações.

Desenvolvido sobre a plataforma do bem-sucedido jato regional ERJ 145, com mais de 1.100 unidades entregues e 19 milhões de horas de voo, o E-99 da FAB é capaz de detectar, rastrear e identificar alvos em sua área de patrulha e transmitir essas informações às forças aliadas. A aeronave realiza missões de gerenciamento do espaço aéreo, posicionamento de caças e controle de interceptação, inteligência eletrônica e vigilância de fronteiras. Também será empregada para prover segurança aos grandes eventos esportivos que acontecerão no Brasil, nos próximos anos.

“Esta modernização permitirá à FAB continuar operando com excelência um importante vetor de defesa aérea nacional”, disse Luiz Carlos Aguiar, Presidente da Embraer Defesa e Segurança. “O E-99 desempenha um papel estratégico dentro da FAB no controle do espaço aéreo e das fronteiras do País.”

“Ao longo da última década, a Força Aérea comprovou o alto valor destas aeronaves de Controle e Alarme em Voo para o cumprimento da sua missão”, disse o Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior, Presidente da Copac – Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate da FAB. “Mantê-las atualizadas e ampliar sua capacidade operacional é a certeza de que continuarão contribuindo decisivamente para a eficiência da Força Aérea Brasileira.”

Siga-nos no Twitter: @EmbraerSA

ASSESSORIA DE IMPRENSA

RSS