Imprensa


Notícias

RSS
13/11/2012
Em: Press Releases

 Embraer prevê demanda para 650 jatos executivos na China nos próximos dez anos

   

 

Zhuhai, China, 13 de novembro de 2012 – A Embraer apresentou a sua previsão do mercado de aviação executiva chinês em uma coletiva de imprensa realizada hoje durante a 9a Exposição Internacional de Aviação & Aeroespacial da China (Airshow China 2012) em Zhuhai, na Província de Guangdong. O estudo prevê uma demanda total de 650 aeronaves executivas até o ano de 2022, avaliada em US$ 24 bilhões, o que representa 9% do valor das entregas mundiais.

"A China é um crescente mercado global de aviação executiva graças ao seu desenvolvimento econômico, à abertura gradual do espaço aéreo e à melhoria contínua de sua infraestrutura aeroportuária", disse Ernest Edwards, Presidente da Embraer – Aviação Executiva. "A Embraer está muito atenta ao mercado chinês, o qual deverá gerar grandes oportunidades para todos os fabricantes deste setor. Temos um compromisso com o mercado e com cada um de nossos clientes, por meio de nossa linha completa de jatos executivos de última geração e o contínuo aprimoramento do nosso suporte ao cliente."

A extensiva análise da empresa mostra que o ambiente geral na China está promovendo o desenvolvimento de sua aviação executiva. O rápido desenvolvimento de sua economia doméstica gera mais empresas chinesas listadas na Fortune 500 e também mais indivíduos com alto poder aquisitivo (HNWI, na sigla em inglês). Os dados mostram que a taxa de crescimento anual de HNWI do país (com ativos a investir mais de 10 milhões de RMB) permaneceu em 25% nos últimos cinco anos. Além disso, o mais recente Relatório Hurun, a autoridade em monitoramento dos ricos na China, indica que o número de bilionários (em RMB) na China aumentou 87% em 2012 sobre 2011.

A cultura de aviação executiva do país está ganhando maturidade. Os jatos executivos são cada vez mais reconhecidos como ferramentas de produtividade para as elites empresariais. Hoje, o país tem uma frota de 267 aeronaves, 77% das quais são de grande porte, entre as categorias super mid-size e ultra-large. Para comparação, em 2007, a China tinha apenas 78 jatos executivos.

Desde que o seu primeiro jato executivo entrou em serviço em 2002, a Embraer já entregou mais de 550 aeronaves para este segmento em todo o mundo. No mercado da China, a companhia contabilizou 28 pedidos firmes e cinco opções para seus jatos executivos. À luz do florescente mercado chinês de aviação executiva, em junho de 2012 a Embraer assinou um acordo com a Aviation Industry Corporation of China (AVIC) para a montagem final dos jatos Legacy 600/650 na China, utilizando os recursos de sua joint-venture, a Harbin Embraer Aircraft Industry Co., Ltd.

Para mais informações sobre a Embraer – Aviação Executiva, visite: www.EmbraerExecutiveJets.com.

Siga-nos no Twitter: @EmbraerSA

ASSESSORIA DE IMPRENSA

RSS